Mafia III

PS4

R$ 149,90 R$ 90,42
Licença
-
+
Marcadores / / / /
Descrição

 

Em Mafia 3, tudo acontece em New Bordeaux, uma cidade fictícia inspirada na cidade mais populosa de Luisiana, New Orleans, nos Estados Unidos, na década de 1960. Ao explorar um dos períodos mais conturbados da trajetória do país, o game retrata de forma exemplar a ascensão da criminalidade, além de conflitos raciais que permanecem até hoje.

 Mafia 3: confira a análise (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Mafia 3: confira a análise 

O mundo de Mafia 3 é crível, tanto pela qualidade de seus personagens quanto pela ambientação bastante fiel à época. New Bordeaux, graças ao seu grande porto do sudeste, se tornou um dos principais pontos de contrabando internacional entre os Estados Unidos e a América Latina.
Isso fez as operações criminosas crescerem consideravelmente sob o comando do antagonista Sal Marcano, o primeiro mafioso a obter controle total da cidade em 1934. Marcano colocou seus irmãos nos maiores esquemas do local, justamente para acabar com possíveis concorrentes e impedir que rivais se firmassem no mundo do crime.

 Mafia 3 conta história de vingança (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Mafia 3 conta história de vingança

A trama é resumida a vingança. Lincoln Clay, o experiente veterano da Guerra do Vietnã, é traído pela máfia durante uma ação de risco para arrecadar milhões de dólares. A partir daí, Clay – e seu desejo insaciável de retaliação – embarca em uma difícil missão: tomar distrito por distrito e exterminar todos os membros da família Marcano.
Graças ao sistema de captura minucioso destinado à modelização facial, os detalhes das animações beiram o realismo, com atuações impecáveis de cada personagem. As expressões faciais são de cair o queixo, bem como o exímio trabalho de voz em inglês – o título conta apenas com legendas em português do Brasil.

Crime vai, crime vem
Assim como os jogos anteriores da franquia, Mafia 3 oferece um mundo aberto totalmente explorável. Embora a região não seja tão grande em comparação a outros jogos do gênero, o mapa é preenchido com centenas de colecionáveis, missões da história e, é claro, pontos de interesse com objetivos extras.

 Mafia 3: ambientação de New Bordeaux é bastante fiel à época (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Mafia 3: ambientação de New Bordeaux é bastante fiel à época
As missões são liberadas gradualmente e, por isso, o ritmo inicial do jogo é bastante lento. Após cerca de seis horas de gameplay, o jogo finalmente permite percorrer todo o território de New Bordeaux sem restrições. Ao limpar áreas tomadas por mafiosos, Clay pode recrutar sócios, expandir seus serviços e aumentar o lucro.

No caso das atividades secundárias, tudo que você tem que fazer é desmanchar esquemas. Prejudique a habilidade da máfia de fazer dinheiro para forçar o chefe do contrabando a lidar com o estrago que você fez. Dessa forma, Clay terá acesso às pessoas influentes que podem levá-lo diretamente aos membros da família Marcano.
Para liberar novas áreas, o protagonista deve grampear esquemas com a ajuda de Donovan, um membro da Agência Central de Inteligência. Uma vez que a região é grampeada, novos alvos de oportunidade, itens colecionáveis e inimigos são sinalizados no radar do mapa.

 Mafia 3 comete os mesmos erros do passado: missões pouco variadas (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Mafia 3 comete os mesmos erros do passado: missões pouco variadas
O principal problema de Mafia 3 – que inclusive insiste em assombrar a franquia – continua sendo a estrutura pouco ambiciosa: tudo se resume a ir do ponto A ao ponto B, o que limita o dinamismo à exploração. Há pouca variação e você logo estará repetindo exaustivamente as mesmas atividades genéricas.

Os cenários podem até variar, sim, mas a dinâmica de chegar ao local, matar todo mundo e coletar dinheiro fica maçante depois de um tempo. De fato, falta diversidade. A repetição, infelizmente, pode encurtar bastante as dezenas de horas que o jogo tem a oferecer.
O combate mantém a essência estabelecida em Mafia 2, mas sofreu alterações pontuais que oferecem novas possibilidades às execuções furtivas. O sistema de cobertura, por exemplo, foi aprimorado e se comporta da maneira que você quiser, assim como a mira, que agora conta com três configurações de assistência: baixa, alta e ausente.

 Mafia 3: combate mantém a fórmula, mas traz melhorias pontuais (Foto: Reprodução/Victor Teixeira)
Mafia 3: combate mantém a fórmula, mas traz melhorias pontuais

Também é preciso ressaltar as animações chocantes das execuções brutais. Clay tem à disposição um grandioso acervo de finalizações insanas, como pisões na cabeça, facadas e estrangulamentos – certifique-se de ter estômago forte antes de agir sorrateiramente.

Perfeição sulista
Visualmente falando, Mafia 3 é simplesmente fantástico. O cuidado do estúdio ao espelhar um importante período da era contemporânea é nítido: veículos antigos, bares, restaurantes e casas representam com maestria a cidade norte-americana em 1968. Os efeitos sofisticados na iluminação e no sombreamento, assim como o clima dinâmico, também merecem destaque pelo elevado nível de detalhes.

Mafia 3 soube como ninguém traduzir o clima dos anos 1960 em New Orleans, com seu vasto repertório de mais de 100 canções clássicas da época. Fugir da polícia ao som de "Paint it Black", dos Rolling Stones, perseguir figuras corruptas embalado por "Wouldn’t It Be Nice", de The Beach Boys, e explorar a cidade com a relaxante "You", de Marvin Gaye, são apenas alguns dos momentos marcantes que a jornada proporciona.

Conclusão
Com uma qualidade narrativa raramente encontrada em jogos de mundo aberto, Mafia 3 comprova que a premissa vingança continua funcionando bem no contexto da série. Apesar de cometer os mesmos erros do passado e cair no velho problema da repetição, eis um dos games de ação mais impactantes de 2016.

 

Especificações
  • Legenda: Português BR
  • Audio: Inglês
  • Tamanho: 46,9 GB

Trailer
 
 Gameplay
 
Tipos de Licença

 

 

Avalições

Based on 1 review Escreva uma avaliação

Produtos vistos recentemente