J-STARS Victory VS+

PS4

R$ 114,85
Licença
-
+
Marcadores / / /
Descrição

J-Stars Victory Vs+ é um game para PlayStation 3, PlayStation 4 e PS Vita que reúne personagens de desenhos animados japoneses, ou animes, em uma aventura com muita pancadaria. O título foi lançado no Japão há algum tempo, sem o “+” no nome, mas chegou ao ocidente com conteúdo extra e algumas melhorias inclusas.

Um jogo, muitas estrelas

A premissa de J-Stars Victory Vs+ é reunir um elenco de grandes estrelas, como o nome diz. Sua criação se originou do aniversário da revista Shonen Jump, uma publicação japonesa em que os mangás originais desses heróis são publicados, semanalmente. Por conta disso, apenas heróis e vilões da Shonen Jump estão presentes, o que explicaria a ausência de figuras de outros animes populares. 

 

Mesmo focado apenas na Jump, que é a principal revista do ramo no Japão, o game reúne um grupo de peso, com mais de 50 lutadores, incluindo aqueles que são suporte, vindos de mais de 30 séries. Entre alguns exemplos mais famosos estão Goku, de Dragon Ball, Naruto, do anime de mesmo nome, Seiya, de Cavaleiros do Zodíaco e Luffy, de One Piece.
É claro que há espaço para todos. Por isso, existem personagens não tão conhecidos ou famosos, ao menos entre o público geral, de animes como Toriko, Assassination Classroom, Gintama e Beelzebub. Isso prova não apenas a versatilidade do elenco de J-Stars, mas também o ponto positivo do game em agradar todos os fãs.

 

O elenco também é valorizado no jogo, e não apenas nas lutas. Praticamente todos os personagens possuem diálogos no modo de história, com seus respectivos dubladores dos desenhos originais, além de extras como artes, modelos 3D de todas as suas formas e extras destrancáveis, que vão ajudar na longevidade do título.

Um novo modo

J-Stars Victory Vs+ tem uma bela adição em relação ao original japonês, que é uma modalidade extra, um modo arcade bem propício para esse tipo de jogo. Apesar das lutas originais serem mais do que suficientes para aproveitar o que o título tem a oferecer, é sempre bom contar com algo diferente para aproveitar o game. 

O que o arcade faz é, principalmente, prolongar a longevidade do jogo – além dos já existentes modos extras, como coleção de cards e pontos. Após terminar sua história e destravar tudo, o jogador pode utilizar o game sem compromisso, apenas com algumas lutas mais básicas no modo arcade. Assim, é possível encarar seis embates pela frente, escolher personagens e suporte livremente, como se fosse em um fliperama.
Isso é somado aos modos já existentes do game que, por si só, já eram bem interessantes. O Victory Mode retorna, e continua sendo divertido, com seu estilo de mini torneio entre os personagens já liberados. Além disso, a história, dividida em quatro atos, cada um com foco em um grupo de personagens, segue interessante e diferente, com muita exploração.

É claro que temos ainda o prático modo online, que coloca até quatro jogadores para se enfrentarem via Internet, seja em modo solo ou em batalhas de equipes de dois contra dois. Há também o multiplayer offline, que é sempre bem-vindo, para até dois participantes.

No controle dos heróis

Os controles sofreram poucas mudanças em relação ao original japonês, isso para não dizer nenhuma. A produtora afirma que há pequenas melhorias aqui ou ali, alterações bem pontuais, apenas para modificar o balanceamento de alguns lutadores – mas não todos. Contudo, a grande maioria dos comandos continua o mesmo. 

Isso quer dizer que os comandos atrapalhados retornam. Controlar seu personagem pode ser uma dolorosa missão, até que você domine tudo com maestria. Os golpes especiais saem apenas com algumas poucas combinações de botões, mas o próprio controle básico do personagem pode ser um pouco mais difícil do que o esperado.
A falta de variação também permeia os golpes especiais, que são sempre ativados com a mesma combinação de botões, independente do personagem no comando. Isso tira um pouco a validade do jogo como um representante do gênero de luta, mas ajuda um pouco os novatos que resolverem se aventurar no mundo do game. Ainda assim, porém, ele podia ser mais caprichado.

Mas nem tudo é um desastre. É interessante que um jogo deste porte seja simples e acessível, justamente para que ele alcance a maior quantidade de fãs o possível. E, com um elenco de personagens como esse, é ainda mais importante saber agradar a todos.

Visual melhorado

Os gráficos, uma das reclamações da versão anterior, foram melhorados nesta reedição, ao menos na versão de PS4. É verdade que a edição para PS3 e Vita mantém o mesmo visual fraco e um pouco pobre do original. No PlayStation 4, porém, o jogo ficou bem mais bonito, colorido e com animações mais suaves.

Contudo, não espere um game equiparado a grandes nomes da atual geração, como Uncharted 4 ou o novo Tomb Raider. Ainda assim, J-Stars Victory Vs+ cumpre bem o papel de simular o traço de cada personagem dos animes, sem perder o charme original ou descaracterizar alguém.

Além disso, para firmar esse compromisso em manter tudo bem fiel, o jogo vem com todo o áudio em japonês. Mas ele possui legendas e menus em inglês e em português, para a alegria dos fãs brasileiros. Assim, o game traz o melhor dos dois mundos: não há risco de ter uma possível dublagem feitas às pressas e ainda é possível entendê-lo melhor, principalmente quem jogou o anterior em japonês.

Conclusão

J-Stars Victory Vs+ faz a espera valer a pena. O jogo chegou ao Japão há um bom tempo, mas desembarca no ocidente via PS3, Vita e PS4, sendo o novo console da Sony a novidade neste grupo. Os gráficos foram um pouco melhorados para a recente plataforma e há também um modo de jogo inédito para esta reedição. De resto, o game continua com as características parecidas com o anterior. Além disso, ele mantém o mesmo excelente elenco de personagens, mas agora com uma boa localização, o que torna mais fácil entender tudo sem dificuldades.

 

  

Especificações
  • Legenda: Inglês
  • Audio: Inglês
  • Tamanho: 3,5 GB

Trailer
 
 Gameplay
 
Tipos de Licença

Avalições

Based on 1 review Escreva uma avaliação

Produtos vistos recentemente