Daylight

PS4

R$ 29,90
Licença
-
+
Marcadores / / /
Descrição

Uma luz no fim do corredor

Daylight começa em um ambiente típico de jogos de terror: um hospital abandonado. A protagonista, que não lembra quem é ou como chegou ali, conta apenas com a lanterna de um celular para se orientar pelo caminho. Ao começar seu trajeto pelos corredores do hospital, a personagem se vê presa em um ambiente hostil e tomado pela escuridão, onde gritos e objetos se movem a todo o momento, sem controle.
E é nesse cenário que começa Daylight, o novo título de terror da Zombie Studios. Sua ambientação e efeitos sonoros se complementam para criar um cenário assustador, com ótimos elementos e uma boa dose de sustos para deixar alerta qualquer jogador. Seu grande diferencial em relação a outros jogos como Outlast são seus cenários gerados de forma aleatória.

 Daylight (Foto: Reprodução / Tais Carvalho)
Daylight 

Os cenários são gerados de forma diferente a cada momento e jogada. Ou seja, tudo será diferente caso você queira jogar de novo. Os corredores e portas mudarão de lugar, assim como os sustos que vão surgir pelo caminho. Deixando toda a jogabilidade mais dinâmica e emocionante. Pelo menos essa era a proposta inicial do jogo.

Infinitos corredores

Os primeiros momentos do jogo são de tensão, quando a protagonista inicia sua jornada para escapar do terrível hospital. Os corredores que parecem intermináveis, os sons, gritos e fantasmas rendem bons sustos pelo caminho. Mas depois de uma ou duas horas de jogo, muitos detalhes começam a deixar a desejar e acabam se tornando repetitivos.
Os cenários gerados aleatoriamente são simples. Corredores muito parecidos formam verdadeiros labirintos que o jogador precisa decifrar para escapar.

 Daylight (Foto: Reprodução / Tais Carvalho)
Daylight

Uma personagem mais perdida que sua memória

A sensação que o jogador tem é de realmente estar perdido no escuro, mas não de uma forma positiva para a jogabilidade. A protagonista não conta com armas, mas possui outras fontes de luz e até mesmo sinalizadores para espantar fantasmas e criaturas malignas. Acionar qualquer um desses itens é fácil e rápido, e não há grandes dificuldades para enfrentar criaturas, principalmente ao correr. O jogador tem muito mais chances de se perder nos corredores do que morrer. E as criaturas parecem mais impotentes do que a própria protagonista.

 Daylight (Foto: Reprodução / Tais Carvalho)

Daylight 

Para progredir durante o jogo, a protagonista precisa encontrar uma série de documentos com detalhes assustadores sobre o hospital e o outros cenários do jogo. Usando um bastão de luz florescente ela pode identificar as pistas que brilham no escuro e usá-las para conseguir objetos que abrem portas especiais. Além de uma série de puzzles simples para atravessar de uma sala para a outra.
E é através desses documentos que o jogador vai juntando as peças do quebra-cabeça para desvendar a história. 

 Daylight (Foto: Reprodução / Tais Carvalho)
Já a jogabilidade não deixa a desejar. Apesar da repetição de eventos, a personagem possui movimentos fluídos e rápidos, seja com o mouse e teclado ou o controle. Sarah não pode pular, mas pode arrastar objetos, subir neles e correr rapidamente pelos corredores enquanto abre portas. Suas mãos reagem aos sons e reflexos, dando mais realidade a ambientação como um todo.

A beleza da escuridão

Seus cenários merecem destaque e até mesmo compensam alguns desses detalhes. Os ambientes são detalhados e a iluminação cria toda uma personalidade para Daylight. O que é uma pena, já que o jogo consegue criar um cenário realmente assustador, a iluminação é realmente caprichada, isso sem falar nos efeitos antes e depois das aparições dos fantasmas e criaturas, fazendo qualquer um se arrepiar. Até mesmo os detalhes desenhados da mão da protagonista reforçam esses detalhes.

 Daylight (Foto: Reprodução / Tais Carvalho)
.

  

Especificações
  • Legenda: Inglês
  • Audio: Inglês
  • Tamanho: 1,8 GB

Trailer
 
 Gameplay
 
Tipos de Licença

Avalições

Based on 1 review Escreva uma avaliação

Produtos vistos recentemente