Attack on Titan

PS3

Attack on Titan

Disponibilidade: Em estoque
R$ 65,89

Começa o contra-ataque da humanidade

Attack on Titan se passa em uma realidade alternativa em que, no futuro, titãs devoraram boa parte da humanidade. São seres gigantescos que podem ter de quatro a 20 metros e conseguem devorar um humano comum com apenas uma mordida. O perigo é sempre iminente para quem está em campo aberto.Para tentar lidar com a ameaça, a humanidade se protegeu atrás de grandes muralhas, bem mais altas que os próprios titãs, capaz de conter o avanço dos monstros. Em paralelo, forças militares foram criadas com a capacidade de derrotar os titãs, proteger os civis e realizar outras tarefas arriscadas.
Eren, Mikasa e Armin fazem parte do trio principal e que desenrolam o enredo da saga. Eren Jaeger, jovem que viu sua mãe ser devorada por um titã, se alista para a força militar de exploração e guarda ainda dentro de si um misterioso poder que permite combater as criaturas de igual para igual, sem muitas dificuldades.

 

É neste cenário que o jogo se desenrola. Como citamos, o game segue bem de perto o que é visto no animê original, com cenas muito bem dirigidas e animadas. Os gráficos não são exatamente “cel-shading”, como na maioria dos games de animês, mas usam uma boa técnica de animação, capaz de dar a fluidez necessária que a aventura requer.
Tudo isso por conta da forma que a humanidade combate os titãs, com lâminas afiadas e o equipamento de manobras 3D, o que faz com que as pessoas “voem” penduradas nos prédios – mais ou menos como o Homem-Aranha faz com suas teias. Esse tipo de elemento está bem traduzido não apenas nas cenas, mas também na jogabilidade.

 

Os titãs chegaram

A jogabilidade de Attack on Titan agrada, e muito. Os controles foram fielmente traduzidos em relação ao que é visto no animê. O jogador pode manobrar com os personagens de forma prática e rápida pelos prédios, sem que perca o controle ou tente fazer algo e não consiga– ou pior, não tenha a resposta adequada.
Com apenas um botão, o personagem é lançado para cima com o equipamento 3D, enquanto outro ativa o gás que dá mais locomoção ao processo. Tudo é muito rápido e a passagem pelos prédios das cidades da Muralha Maria são surpreendentemente bem feitas.  

 

O mesmo acontece nos combates: é preciso prender a garra do equipamento 3D nos titãs para escalá-los e atacar no único ponto fraco, a nuca, onde o golpe é extremamente mortal. O combate se baseia apenas neste sentido. Acertar outros locais do titã pode render boas estratégias, como as pernas para impedir locomoção ou os braços para impedir que ele pegue o personagem nas mãos, mas somente a ferida na nuca abate o alvo.
Mas nem só de combate vive o jogo: é preciso saber administrar os itens que o personagem carrega consigo e também lidar com aliados. Os itens são de cura para recuperar vida ou mais gás e troca de lâminas, pois eles se esgotam com base no medidor exibido em tela. Já com os aliados é possível dar pequenos comandos para reforçar proteção, atacar com tudo e mais.

 

Quem está acostumado com jogos do tipo “Musou”, como Dynasty Warriors e similares, vai se sentir um pouco em casa com Attack on Titan. É possível notar a semelhança não apenas pela produtora, a Koei Tecmo, que é a mesma da outra série, mas também pela jogabilidade. Faça missões rápidas pelo mapa, movimente-se sempre e lide com hordas de inimigos – a única diferença é que aqui eles são gigantescos titãs.

Conclusão

Attack on Titan diz a que veio. É um jogo que adapta fielmente o produto original e faz isso com jogabilidade incrível, além de gráficos caprichados. As fases são bem feitas e cheias de ação, mas o conteúdo pode ser um pouco repetitivo e não agradar quem não é tão fã. Ainda assim, é emocionante lidar com titãs espalhados pelo mapa e, ao mesmo tempo, acompanhar a história que fez tanto sucesso no mundo todo.


    • Áudio: Japonês
    • Legenda: inglês
    • Tamanho: 15,1 GB
     


     


    Avalições

    Based on 1 review Escreva uma avaliação